sábado, 28 de fevereiro de 2009

Pálio na tomada

Tem cara de Palio, acabamento de Palio e é um Palio, mas custa cerca de 40% mais caro. Por quê? Não procure a resposta no acelerador. Levam-se 28 segundos para chegar a 100 km/h, e de 110 km/h não passa. Esse Fiat Palio é elétrico, recarrega na tomada, fazendo o custo por quilômetro rodado ficar baixíssimo, como se ele fizesse 60 km/l de gasolina.
O Palio elétrico nasceu a pedido da Itaipu Binacional, a maior usina hidrelétrica do mundo... e dona de uma frota movida a gasolina. Em 2003 alinhavou com a Fiat um contrato de desenvolvimento de tecnologia de cinco anos. O Palio elétrico quer lugar na frota de empresas geradoras e distribuidoras de energia - vaga deixada, nos anos 80, pelo feioso Gurgel Itaipu.

Eu não sabia, mas nessa reportagem sobre o Gurgel, diz que os carros elétricos já existem desde o século 19. Eles nasceram quase que junto com o automóvel de motor a combustão, em 1886, e duraram com relativo sucesso até 1915, quando o estrondoso sucesso do Ford T ajudou a definir a receita que prevaleceria na indústria. Tu vê!
.

Baterias sempre foram o problema dos carros elétricos. Pois quando gastas, viravam lixo tóxico. As do Palio, segundo a Fiat, são diferentes: Parte é reciclável, parte é biodegradável e tem vida útil de 150000 quilômetros.

.

O lançamento oficial foi, nos Jogos Panamericanos do Rio de Janeiro, em 2007. Com uso exclusivo da Eletrobrás.

.

.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Som + Tipografia

Vídeos que tornam a tipografia uma fonte de inspiração estão se propagando. Nesse, um belo uso da font Helvetica.
.
.
Via: joaobem
.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Poster Boy

Descobri hoje o Poster Boy, artista novaiorquino que percorre estações de metrô da cidade criando (mashups?) colagens em anúncios e publicidades. Mais imagens no Flickr e mais um vídeo das ações aqui, com vários "trabalhos".

video

Street Art é isso. Vandalismo ou Expressão Artística?

Eu adorei o cara. Divertido e irônico. Mas até onde o privado é público e vice-versa?

.

Feliz Ano Novo!


"Quando a tentação bate à porta, quem geralmente atende é a imaginação."
DAN BENNETT, crítico de arte americano
.
Crise, desemprego, mil promessas de campanha: Bem-vindo 2009!
.
charge - do Frank, no AN.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

O Edifício do Ano

O novo prédio escolar da Universidade Luigi Bocconi, em Milão, foi escolhido o edifício internacional do ano pelo júri do 1º World Architecture Festival (WAF). O projeto, desenhado pela equipe escocesa Grafton Architects, venceu outros 16 finalistas – entre eles, prédios desenhados por Norman Foster, Zaha Hadid e Snøhetta.
.
.
Quando vi os projetos, no Dezeen, mas pelo Mies van der Rohe Award 2009, imaginava que o projeto do Snøhetta, com o novo Oslo Opera House, seria o vencedor.

A sua relação com entorno, a monumentalidade, as características assimétricas do prédio, a conversa da edificação com os usuários, a cor, o mobiliário, a forma e a vista - davam a cara de grande vencedor dos prêmios que participasse.
. .
Voltando ao verdadeiro ganhador, o prédio é uma escultura. Rico em detalhes, também assimétrico, com cheios e vazios, o detalhe que o prédio fica implantado uma esquina da cidade, fazendo com que grandes corredores o tranformem num caminho com vielas e praças semi-públicas.

Diferente do Opera House, de Oslo, ele não tem recuos, grandes ângulos para visualização, e ao mesmo tempo, se encaixa tranquilo em relação ao entorno.
A diferença do WAF é a apresentação dos projetos, de 10 minutos (nada mais, nada menos) com os próprios arquitetos. Ao contrário da maioria dos prêmios de arquitetura, que analisam a trajetória do profissional (como Pritzker, Medalha de Ouro do Riba, Praemium Imperiale etc.)
.
O resultado do prêmio é uma prova dos méritos do sistema de apresentações: estavam ausentes das pranchas criadas pela equipe vencedora muitos dos aspectos relevantes do projeto. Ou seja, elas venceram porque tiveram chance de apresentar o projeto. O resultado seria diferente se o julgamento fosse realizado somente com o acesso às pranchas (como são realizados, por exemplo, na Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo).
.
Selecionados ao prêmio estão também três obras brasileiras: o Museu do Pão (do Brasil Arquitetura), que concorreu na categoria Velho e Novo, a Livraria da Vila (de Isay Weinfeld) e a Micasa - Volume B (de Márcio Kogan), ambas concorrendo na categoria Compras. Todos excelentes.
.
.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Barbie - 50 anos

A idade chega pra todos.

via: 48am
.

Escorredor

O design é assim...
O detalhe faz toda a diferença.




Quanto milho e ervilha já não perdi nessa vida....

Post relacionado:
.
Em: Bem legaus

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Usos Alternativos

Em Useloos
.

Imprensa e Governo passionais

.
Quero, nesse post, ser totalmente isento de posições partidárias e passionais. É apenas uma análise do que pode se chamar de manipulação, e o ótimo uso de frases de impacto quando é a favor de alguns, para tirar proveito das situações.
Estou tentando organizar o pensamento, e juntar algumas situações.
.
O sensacionalismo da imprensa chegou no limite! Ainda bem.
Já havia colocado um post sobre o jornalismo-tragédia aqui, sobre as enchentes em Santa Catarina, no final de 2008.
Depois de algum tempo sem ter notícias trágicas, o caso da advogada Paula Oliveira, que supostamente foi atacada por neonazistas suíços, alvoroçou a mídia atrás de ibope. Todos defenderam a brasileira, mesmo sem provas, numa caso lamentável de parcialidade e de querer o "furo de reportagem" à todo o custo.
Ningém sabe ao certo o que aconteceu ainda. Mas tudo indica pra mais um caso de transtorno de personalidade borderline.
.
É inadimissível que canais de comunicação coloquem no ar notícias factóides, como se estivesse numa de mesa de bar.
.
O que aconteceu? A imprensa mundial tá sentando o pau no governo e na mídia brasileiros.
Quem acompanha os discursos presidenciais já ouviu Lula dizer dezenas de vezes que todos são inocentes até prova em contrário, que o Ministério Público e a Polícia Federal não devem cometer abusos, que condenar um inocente é tão grave quanto inocentar um culpado e blá blá blá...
.
"A democracia garante que todos, sem distinção, são inocentes até prova em contrário e que, portanto, todos precisam ter um julgamento com a maior lisura possível, para que não se cometa nenhum erro de omissão e nenhum erro de exagero em qualquer das nossas instituições", disse Lula, em junho de 2007.
.
Agora, esquecendo qualquer pronunciamento anterior, O presidente reagiu indignado à agressão à brasileira. “O que nós queremos é que eles respeitem os brasileiros lá fora como nós os respeitamos aqui e como nós os tratamos bem aqui. Acho que não podemos aceitar e não podemos ficar calados diante de tamanha violência contra uma brasileira no exterior”, afirmou.
.
Claro que o tratamento digno, o respeito deve ser cobrado dos outros países... Mas espera um pouco pra se pronunciar. O presidente, na época do mensalão demorou meses pra dar seu parecer...
.
Agora, a imprensa suíça comenta que a mídia no Brasil traz regularmente "notícias de fatos totalmente inventados, acusações que já destruíram a vida de outras pessoas", além de afirmar que "a gravidez inventada, segundo se conta" seria artifício comum entre as brasileiras "para pressionar maridos e companheiros". E agora????
.
O texto também diz que a imprensa brasileira "passou dos limites, indo especialmente longe no julgamento de supostos incidentes neonazistas e racistas na Suíça", e que "Eles expuseram o Brasil ao ridículo".
.
Pode ser que agora, o jornalismo-tragédia nos dê um tempo - prudência sempre é bem-vinda e o pré-julgamento pode causar danos irreparáveis...
.
Só espero que os fatos sejam esclarecidos. E que todos são inocentes até provarem o contrário.
.
.
.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Radiology Art

.
O Radiology Art é mais uma projeto cheio de simbolismos e um conceito tão bacana quanto estranho, que a gente enconta na internet.
.

Segundo os autores, "...é um projeto dedicado à mais profunda visualização de vários objetos, que seguem uma importância cultural na sociedade moderna". Até agora, esses objetos tem sido brinquedos, conveniências relacionadas com alimentos e eletrônica.

Os scans são adquiridos como DICOM (formato de arquivo para padronizar as imagens diagnósticas) usando um scanner de Tomografia Computadorizada (CT) da GE, em seguida transformados em Osirix (Visualizador de imagens médicas no formato DICOM), software do iMac.
As cores são atribuídas com base em diferentes densidades dos materiais apresentados ao longo de todo o objeto. Dependendo da propagação das densidades dentro de um determinado assunto, as originais preto ou branco são escolhidas. As imagens são posteriormente tratadas no Photoshop para o bom contraste e equilíbrio.
.
De acordo com o site, dá pra interagir com o projeto. Enviar sua própria radiografia-arte para análise radiológica-artística é uma delas. A outra opção é coisa de curioso: Mandar um objeto que gostaria de digitalizar para a prossecução do "conhecimento científico e artístico", vão ser analisados, e quem sabe, "diagnosticados"!
.
Imagens: 1. Big Mac na caixa; 2. Elefante de pelúcia à bateria; 3. Tubo de vácuo - peça do Rx
.
Em: Radiology Art
.
.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Space Invaders

Recebi hoje do Miguel: - Cuidado com esses invasores... Será que é verdade?

video

Muito bom.

Pelo que vi, essa passarela é pra fazer altos devaneios! Dá uma olhada em um post antigo, aqui! Acho que é a mesma! :P

.

Em: useloos.com

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Casa Container - Seattle

.
"Podemos estar à beira de um novo gênero, de um novo ciclo de habitação sustentável."
.
Com essa frase de impacto, melhor estilo "Yes, we can", que encontrei no Modern House Magazine, sobre uma entrevista do presidente de uma imobiliária americana, a Unico Properties, que continua a profecia: "Temos uma oportunidade única para mudar a situação econômica, social e ambiental -fatores que podem mudar o ramo imobiliário para os grandes centros". [Diga-se de passagem, toda essa crise lá nos EUA, começou no setor imobiliário...]
.
A fórmula mágica disso tudo aí em cima? Containers residenciais.


;
Os caras acreditam que hoje - e com toda razão - a arquitetura, o design descolado e moderno também deve ser conjugado com as credenciais verdes que sustentam os futuros edifícios. Dizem que o projeto deve ser pensado de uma forma, que o morador não se sinta em um container, mas em um lugar agradável e moderno.
.

Os projetos, elaborados pela Hybrid Seatltle Architects, intitulados "inhabit" buscará a certificação LEED, construído com a mais recentes práticas e materiais verde. Tomara que seja verdade!

.
A demanda por construções de baixo custo impulsionaram a pesquisa da mobiliária junto com os arquitetos, que ressalta a rapidez de execução - de no máximo três semanas - e pode ser uma opção em caso de catástrofes naturais, servindo de alojamentos temporários para grandes populações, mostrando a versatilidade da proposta.
.
É uma boa aposta, ainda que o fornecimento de containers vazios acabará por puxar a demanda, depois que a procura destas casas-conceito de baixo custo vão começar a empurrar o valor pra cima... De qualquer forma, merece ser considerada a ideia, por se "pensar fora da caixa"!!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Dica de MPBlog!


Dica de blog:

Pode escolher, desde que seja Um Que Tenha.
O que imaginas de MPB, ali tem! Muito bom!!!
Dica da eplisz!
.

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Redesign - Citröen DS

Já que estamos falando de Citröen, aqui vai mais um post.
.
A onda retrô do automobilismo pode trazer de volta outro clássico.
Depois do Beetle, do Mini e do Fiat 500, está sendo preparada uma versão moderna do antológico Citroën DS (foto), hoje objeto de culto. O também chamado boca-de-sapo, foi lançado logo após a segunda grande guerra.
.



Engatada desde 2007, a volta do modelo às linhas de produção é parte do projeto de reestruturação que a montadora francesa Citroën pilota às vésperas de completar 90 anos (no post abaixo a nova marca).

Segundo a marca, a sigla DS significa Different Spirit, e alguns rumores apontaram que o modelo acima poderia ser o futuro substituto do C3.
Do redesign dos clássicos, o DS é o que menos se parece com o antigo. Suposições à parte, deve ser para ficar mais competitivo com os outos modelos. Até onde os relançamentos dos ícones passados são objetos de paixão ou oportunidades de mercado?
.
imagens: google images (citröen DS)
.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Redesign Citroën

Para marcar o aniversário de 90 anos que fará esse ano, a francesa Citroën mudará o seu famoso logo, o duplo chevron, que ganhará uma aparência mais moderna, fluida e arredondada.
.
O primeiro modelo a receber o novo emblema/símbolo será o novo C3 Picasso. E para quem não sabe, a inspiração para essa marca, veio de uma técnica de corte de engrenagens desenvolvida na Polônia, com formato de dentes em “V”.
.
.
A nova marca foi desenvolvida em conjunto com o departamento de marketing da Citroën e a equipe da britânica Landor Branding. Ela (a marca) ganhou formas mais arredondadas e uma tipografia futurista com um vermelho mais forte, tentando passar os novos conceitos de inovação que a Citroën deseja com essa reformulação.
Pra ver a marca antiga, clica aqui.
.
Sentirei saudades...
.
.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Desenha um Hipopótamo?

.
Hoje, na tradicional varredura cibernética, encontrei esse projeto muito louco e bem bolado: O hipopotamo Zine
Ele é um dos 80 blogs indicados pela revista Época, numa edição recente.
O Cara encontra pessoas famosas, importantes e influentes em coquetéis, shows e diabo a quatro, e pede além de um autógrafo, para que desenhem um hipopotamo!
Esse pedido sem-noção tá rendendo bons rabiscos e diálogos inusitados, todos colocados nos posts.
.
Tem Paulo Maluf, Gilberto Gil, Tomie e Ruy Ohtake, além de vários ilustradores, cartunistas e grafiteiros.
.
Pra ter uma ideia da loucura que é esse projeto, olha esse diálogo:
.
- Ruy Ohtake, meu nome é Stefano, eu coleciono desenhos de hipopótamos. Você desenharia um hipopótamo para mim?
- Um hipopótamo? Que coisa!
- Eu pedi um para sua mãe (Tomie) também. Encontrei ela na inauguração da obra na FEA.
- Hipopótamo! Puxa vida.
- Uau, gostei do rosto dele!
- Desenhar um hipopótamo, imagina só...
.
Uma viagem! Muito bom... Por que não pensei (OU FIZ) nisso antes???
Abaixo, algumas imagens.
Aparece lá. Vale a pena!

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

APOCALYPSO NOW

Demorei a acreditar, mas é verdade.
Não ia postar uma barbaridade dessas, mas é de utilidade pública:

A Banda(?) Calypso foi indicada para receber o Nobel da Paz!
.
Por quê?? Também me pergunto até agora...
Diz que é por "sua atuação social no Pará através de campanhas de doação e geração de empregos".
Ééééé meu amigo...
.
Achou ruim a notícia? Pode ser muito pior. Eles podem ganhar!!

Vai, faz como eu, debulha o google, até cair na real!
Como diz o jacaré banguela, o fim do mundo está próximo.

Em:
globo.com
Diário do Pará
Jacaré Banguela
.
.

Impressora de café






Que tal ler um texto com cheiro de chá ou café?
.
Com a impressora desenvolvida pelo coreano Jeon Hwan Ju, é possível. Isso porque a máquina dispensa o uso de tintas e cartuchos cheios de produtos químicos e imprime suas imagens e textos usando borra de café ou chá.
É um protótipo executado para uma competição de design dos sites inhabitat e Core77, chamado Greener Gadgets.

.
Batizada de RITI Coffee, a impressora resolve problemas como não poder imprimir um documento por falta de tinta, precisar gastar dinheiro com a compra de novos cartuchos, gerar mais resíduos químicos e até sujar as mãos de tinta na hora de trocar os tonéis.
.
Funciona assim: em vez de jogar fora a borra do café ou o resto de chá, você deposita os resíduos num cartucho especial que fica acoplado em cima da impressora, coloca o papel no meio do equipamento e movimenta o cartucho de um lado para outro. Aos poucos, a imagem ou o texto aparecem. Por trocar a eletricidade pela “ajudinha” do usuário, a impressora se torna ainda mais eco-friendly.

.

em: Inhabitat

Obrigado pela visita. Volte sempre!
Gostou? Tem mais nos arquivos!