terça-feira, 25 de agosto de 2009

O ETA

Muito legal e esclarecedor a série de posts sobre o Grupo terrorista ETA, que o Blog da Glenda tem feito. Vale a pena dar uma olhada.
.Ela coloca em um dos textos:

..."Pode parecer óbvio, mas queria deixar claro que não sou a favor do ETA e nem de nenhuma outra atividade terrorista. O que pretendo com essa série de posts não é fazer propaganda ao grupo, mas sim dar a conhecer um pouco mais sobre a história e atualidade do terrorismo na Espanha, já que ultimamente o bando tem atuado em diversas regiões do país e matado inocentes".
.
Muito bom, Glenda!
.
.

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Anotações sobre o MIS

Hoje pra fugir de alguns projetos atrasados (quem nunca fez isso? :P), resolvi me interar do projeto do escritório Diller Scofidio + Renfro (imagem abaixo), vencedor do Concurso de Ideias, realizado para escolher o projeto arquitetônico da nova sede do Museu da Imagem e do Som (MIS), na Avenida Atlântica, em Copacabana.
Vale a pena checar o roteiro que fiz!
.
.
Comecei pelo Parede de Meia, que fala sobre a posição solar do terreno e de uma certa artimanha na manipulação das imagens. Boa discussão, heim? Até que ponto podemos iludir graficamente nosso cliente?
.
Mesmo curioso, não olhei as imagens, pois cliquei por acaso no Rio d’Janira, que fez o seguinte post: Crônicas das apresentações de ideias para o MIS por alguns ícones —outros nem tanto— da Arquitetura mundial. Excelente narração. Aliado aos croquis de seu moleskine, fiz um bom exercício mental, imaginando o que me esperava. (E os meus projetos lá, esperando!).
.
Bueno, fui pros finalmentes! Entrei no blog concursodeprojetos.org, onde fala dos sete projetos concorrentes e de como funcionava o concurso. E com várias imagens.
A primeira impressão foi ruim. Esperava mais. Muito mais. Principalmente dos brasileiros. Os gringos Libeskind e Shigeru Ban entraram no clima carioca e se acharam OS carnavalescos. Nos resta saber qual é a Escola de Samba.
.
Bernardes & Jacobsen não exploraram o que sabem fazer de melhor: projetar à beira-mar. Estão irreconhecíveis.
.
Brasil Arquitetura e Tacoa Arquitetos buscaram no brutalismo paulista a inspiração pra orla carioca. No caso da Brasil Arquitetura, vemos uma pitada de Hans Donner, através da esfera espelhada! (que maldade!)
.
Sobram então
Diller Scofidio + Renfro e Isay Weinfeld. O primeiro, muito bem fundamentado, apesar do conceito do fole da gaita misturado com o calçadão de Copa ser meio forçado!
.
Forma e função compatíveis. Porém não interage com o entorno. O segundo, já se vê a preocupação do volume com os existentes. A apresentação, digamos, foi sincera e honesta, onde ele diz que pode melhorar o projeto.
.
Depois de ver, ler e chegar a conclusões mal formuladas, cliquei no architecture, que fez um post fantástico, em que as imagens valem mil palavras!
.
Eu escolheria o projeto do Isay. Surpreende por ser um “Isay”, se é que me entendem... Porém, o projeto vencedor tem seus méritos.
.
Hora de voltar a realidade e voltar a criticar os MEUS projetos. Só vou fazer um café...
.

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Sua própria garrafa!

A cervejaria holandesa Heineken organizou no ano passado um concurso criar a melhor embalagem customizada para a marca. Puderam participar os escritórios regionais da empresa no mundo inteiro. Agora, a Heineken permite que os consumidores criem suas próprias embalagens customizadas, através do site www.jouwheineken.nl. Na Europa, o six-pack personalizado custa 15,95 euros mais o frete.
.
Boa!
.
Via

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Flores invadem NYC

Depois de ser fechada para o tráfego de veículos, a Time Square, de Nova York, ganhou mais uma novidade.
Há alguns dias, a cidade passou a ser efeitada por flores gigantescas.



São, na verdade, paineis solares patrocinados pela Toyota, promovendo a nova versão do carro elétrico Prius 2010: além de captar a energia do sol, as flores têm, no seu pé, bancos para sentar e, ao lado, tomadas para que as pessoas possam abastecer baterias de celular, notebook, etc.

Espalhadas pela Broadway, as flores foram uma diferente e boa intervenção urbana da Toyota.

via

.

domingo, 9 de agosto de 2009

Arquitetura Sustentável

Fazendo uma limpeza nos meus arquivos, encontrei esse texto, elaborado em junho de 2005, (há quatro anos atrás!) quando escrevi o artigo abaixo à pedido do jornal A Notícia, sobre Arquitetura Sustentável.
Estava começando a me interessar pelo tema que até então, era assunto de Eco-chato, de ativista chiita. Tentava usar o bom senso nessas aplicações, que na época tinham o valor bem elevado aos produtos tradicionais. Como tornar nosso dia-a-dia sustentável, com medidas simples e eficazes?
Abaixo, o início da minha paixão: A Sustentabilidade de forma simples e de bom senso.
.
"Arquitetura Sustentável
Falar em arquitetura geralmente nos remete a pensar em mansões e apartamentos de revistas ou em formas excêntricas. São todos criativos, engenhosos e muito (ou nem tanto) bonitos. Mas quantas dessas idéias melhoram a qualidade de vida de quem vive nas cidades?
.
Uma das maneiras de conciliar o funcional e o estético é a sustentabilidade, idéia que começou a se difundir junto com a conscientização sobre o esgotamento dos recursos naturais. A arquitetura precisa assumir sua responsabilidade social e buscar atitudes, para que possamos construir ou reformar seguindo idéias simples e de baixo custo.
.
O uso de materiais regionais, por exemplo, prestigia o comércio local, reduz o gasto com transporte e, conseqüentemente, a poluição, além de manter a tradição regional. A simples separação do lixo em casa é um importante passo para o processo de reciclagem. Vários equipamentos, materiais e técnicas de construção são capazes de evitar o desperdício de recursos naturais. Vãos maiores para obter iluminação natural, sensores de presença que controlam a iluminação, lâmpadas e reatores de baixo consumo, sistemas de aquecimento solar, cisternas para reaproveitamento da água da chuva, torneiras com fechamento automático, peças que imitam ou racionalizam o uso da madeira são apenas alguns exemplos.
.
A construção de janelas altas, junto ao teto, ajuda a distribuir melhor a luz. O resultado é ainda melhor quando as superfícies internas apresentam cores claras para difundir a luminosidade no ambiente. Outro recurso é prever ventilação cruzada no projeto, por meio de aberturas em paredes opostas ou no teto.
.
Adotar medidas sustentáveis na construção é uma questão de conscientização, visto que hoje é perfeitamente possível substituir sistemas e materiais não recicláveis por alternativas que não comprometam o meio ambiente, a saúde do operário da obra e dos futuros moradores."
.
Hoje certamente esse texto já está desatualizado, com novas possibilidades tecnológicas ou ideias mais práticas do que as expostas. O importante disso tudo, é que a semente foi plantada, e hoje gera resultados muito legais.
.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Dominó Humano

Para descontrair, funcionários de uma fábrica de colchões resolveram bater o recorde mundial de dominó humano... bem no meio do estoque. Ver o vídeo explica melhor:
.
.
via

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Prédios com selo Procel

Olhar o selo Procel, aquele que indica o consumo de energia, já é hábito consolidado entre os brasileiros ao comprar aparelhos elétricos.
.
Agora, quem está atrás de imóveis para comprar ou alugar pode se surpreender: aquela construção na qual está de olho também pode ter selo de eficiência energética. No início do mês, o Inmetro e a Eletrobrás lançaram a Etiqueta de Eficiência Energética de Edificações Comerciais, de Serviços e Públicos.
.
A etiqueta avalia três aspectos dos edifícios: envoltório (a fachada e o entorno), sistema de iluminação e condicionamento de ar. Cada aspecto recebe uma classificação entre A (o melhor nível de eficiência) e E (o pior nível).
.
Os prédios que receberem classificação A nos três sistemas ganharão o selo Procel Edifica. Por enquanto, a adesão é voluntária e só vale para prédios comerciais, de serviços e públicos _ residenciais, apenas em 2010.
.
Mas o Inmetro avisa: dentro de alguns anos, o serviço será obrigatório. Ótimo!
.
.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

A História das Coisas

Para quem ainda não viu, vale assistir o vídeo “The Story of Stuff”. Sao vinte minutinhos que mudam nosso ponto de vista sobre nosso modo de vida!

.
Annie Leonard é uma especialista internacional em sustentabilidade ambiental e em temas de saúde, com mais de 20 anos de experiência em investigação de fábricas e depósitos em todo o mundo, para avaliar o impacto que os trabalhos realizados nestes lugares trazem para a vida do planeta, se realizados de uma forma desenfreada e sem preocupação com a sustentabilidade.
.
A americana já viajou para mais de 30 países, incluindo o Haiti, Bangladesh, Índia, Filipinas, Paquistão e África do Sul, em seu trabalho de investigação e de promover medidas anti-poluição internacionais.

.
Para assistir a The Story of Stuff, clique aqui!
.
.

domingo, 2 de agosto de 2009

Impressão em Folhas Secas

Essa folhinha desenhada aí em cima é o resultado de uma criação da agência Tátil Design e pode ser utilizada como flyer, convite e outros materiais publicitários. As folhas secas receberam, através de um processo de gravação a laser, desenhos variados e foram premiadas no Cannes Lions 2009 pela sua originalidade e sustentabilidade. Comunicação de forma simples, criativa e sem vestígios de lixo ao final do processo.
.
A ideia surgiu a partir de um workshop dado por membros da agência durante o 55° Festival de Cannes de Publicidade. O “Designing Naturally” falava sobre como buscar inspiração na natureza para fazer do design uma ferramenta capaz transformar o futuro, dando exemplos de soluções de baixo impacto ambiental e alto impacto sensorial.
.
Por enquanto, as folhas foram utilizadas como flyers para o candidato à prefeitura do Rio de Janeiro, Fernando Gabeira.
.
.

2º Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável

Sustentabilidade nas construções é um assunto que ganha cada vez mais importância.
Repasso aqui informações sobre encontro a respeito. Entre os palestrantes está Brandon Haw, sócio sênior da Foster+Partners.
.

2º Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável
Realização: Conselho Brasileiro de Construção Sustentável
Data: 24 de agosto de 2009
Local: World Trade Center (WTC) São Paulo
Endereço: Avenida das Nações Unidas, 12551, Brooklin Novo _ São Paulo/SP
Horário: 7h30 _ 19h30

.
Informações: www.cbcs.org.br ou inscricaosbcs09@cbcs.org.br
Telefones: (11) 3869 0791 CBCS ou (11) 5031 4081 Anggulo Comunicação Estratégica

.
Querem mais detalhes? Transcrevo aqui as informações que recebi:
.
Com o objetivo de apontar a importância de um diálogo que ofereça alternativas ecoeficientes para a cadeia produtiva e de consumo que envolva o setor da construção civil, a fim de reduzir seus impactos socioambientais, o Conselho Brasileiro de Construção Sustentável _ CBCS realiza o 2º Simpósio Brasileiro de Construção Sustentável.
.
O evento visa também apresentar novas formas de gestão e tecnologias inovadoras na construção, e promover a oportunidade de estreitamento de laços entre diversos atores da economia brasileira: a indústria da construção civil, a da arquitetura e a do design.
.
Com o patrocínio da Holcim, Construtora Camargo Corrêa, Braskem, IBS, LWART e WWF-Brasil e apoio empresarial do D&D Shopping e Ornare.
.

Igreja de Pet

Do AN direto para o blog.
.
Uma pequena igreja inaugurada no final do ano passado em Tubarão, no Sul de Santa Catarina, chama a atenção pelo nome pouco conhecido (Amigos de Cristo) e pelo material com o qual foi construída: mais de dez mil garrafas pet.
O material permite aproveitar a luz do sol, além de uma boa economia na execução. Sem contar o fato de que o plástico que tomou o lugar dos tijolos não virou lixo. O idealizador do projeto é o eletricista e fundador da Amigos de Cristo na cidade, Jeremias Ferreira. A ideia de utilizar as garrafas pet surgiu durante um culto em uma igreja de outra cidade. A construção demorou quatro meses.Alicerce, estrutura e telhado precisaram ser feitos com materiais convencionais, mais resistentes.
.
O que chama a atenção mesmo são as paredes e acabamentos: tudo de material plástico. Para não correr o risco de ver as paredes desmoronarem, as garrafas foram assentadas sobre o cimento, o que deixou tudo bem firme e impediu a passagem do vento e da água da chuva.A igreja custou R$ 2 mil. Se fosse de alvenaria comum, seriam necessários mais de R$ 10 mil.
.
No an.com.br tem um vídeo sobre a igreja pet.
.
Obrigado pela visita. Volte sempre!
Gostou? Tem mais nos arquivos!